Jump to contentJump to page navigation: previous page [access key p]/next page [access key n]
Aplica-se a SUSE Linux Enterprise Server 15 SP1

3 Instalação em ARM AArch64

Resumo

Este capítulo descreve as etapas necessárias de preparação para a instalação do SUSE Linux Enterprise Server em computadores com ARM AArch64. Ele apresenta as etapas necessárias para preparar os vários métodos de instalação. A lista de requisitos de hardware apresenta uma visão geral dos sistemas suportados pelo SUSE Linux Enterprise Server. Obtenha informações sobre os métodos de instalação disponíveis e vários problemas comuns conhecidos. Aprenda também a controlar a instalação, fornecer mídia de instalação e inicializar através de métodos comuns.

3.1 Requisitos de hardware

É possível implantar o sistema operacional SUSE® Linux Enterprise Server em uma ampla variedade de hardwares. É impossível listar todas as combinações diferentes de hardware que o SUSE Linux Enterprise Server suporta. Contudo, para orientá-lo durante a fase de planejamento, os requisitos mínimos são apresentados aqui.

Para verificar se determinada configuração do computador vai funcionar, conheça as plataformas que foram certificadas pelo SUSE. Você encontra uma lista no site https://www.suse.com/yessearch/.

CPU

O requisito mínimo é uma CPU com suporte à ISA (Instruction Set Architecture – Arquitetura do Conjunto de Instruções) ARMv8-A. Por exemplo, ARM Cortex-A53 ou Cortex-A57. Consulte https://www.arm.com/products/processors/cortex-a/ para obter uma lista de processadores ARMv8-A disponíveis.

CPUs com ISA ARMv8-R (tempo real) e ARMv8-M (microcontrolador) não são suportadas no momento.

Número máximo de CPUs

O número máximo de CPUs suportadas pelo design do software é 256. Se você pretende usar um sistema tão grande, consulte os dispositivos suportados em nossa página de certificação de sistema de hardware na Web: https://www.suse.com/yessearch/.

Requisitos de memória

Há necessidade de pelo menos 1024 MB de memória para a instalação mínima. Em máquinas com mais de dois processadores, adicione 512 MB por CPU. Para instalações remotas por HTTP ou FTP, adicione mais 150 MB. Observe que esses valores apenas são válidos para a instalação do sistema operacional, o requisito de memória real em produção depende da carga de trabalho do sistema.

Requisitos do disco rígido

Os requisitos de disco dependem amplamente da instalação selecionada e de como você usa sua máquina. Normalmente, você precisará de mais espaço do que o próprio software de instalação para que um sistema funcione de forma adequada. Estes são os requisitos mínimos para diferentes seleções:

Escopo da Instalação

Requisitos Mínimos de Disco Rígido

Modo de Texto

1.5 GB

Sistema Mínimo

2.5 GB

Área de trabalho do GNOME

3 GB

Todos os padrões

4 GB

Mínimo Recomendado (sem instantâneos do Btrfs): 10 GB

Mínimo Necessário (com instantâneos do Btrfs): 16 GB

Mínimo Recomendado (com instantâneos do Btrfs): 32 GB

Se a partição raiz for menor do que 10 GB, o instalador não fará uma proposta de particionamento automatizada, e você precisará criar as partições manualmente. Portanto, o tamanho mínimo recomendado para a partição raiz é de 10 GB. Para habilitar os instantâneos do Btrfs no volume raiz para permitir rollbacks do sistema (consulte o Chapter 7, System Recovery and Snapshot Management with Snapper), o tamanho mínimo para a partição raiz é de 16 GB.

Métodos de inicialização

É possível inicializar o computador de um CD ou de uma rede. Um servidor de inicialização especial é necessário para inicializar pela rede. Ele pode ser configurado com o SUSE Linux Enterprise Server.

3.2 Considerações sobre instalação

Esta seção aborda vários fatores que devem ser considerados antes da instalação do SUSE Linux Enterprise Server em hardware ARM AArch64.

3.2.1 Instalação em hardware ou máquina virtual

O SUSE Linux Enterprise Server normalmente é instalado como um sistema operacional independente. Com a virtualização, também é possível executar várias instâncias do SUSE Linux Enterprise Server no mesmo hardware. Entretanto, a instalação do Servidor de Host de VM é feita como uma instalação típica com alguns pacotes adicionais. A instalação dos convidados virtuais está descrita no Chapter 9, Guest Installation.

3.2.2 Destino de instalação

A maioria das instalações é feita para um disco rígido local. Portanto, é necessário que os controladores do disco rígido estejam disponíveis no sistema de instalação. Se um controlador especial (como o controlador RAID) precisar de um módulo extra do kernel, coloque um disco de atualização de módulo do kernel no sistema de instalação.

Outros destinos de instalação podem ser tipos variados de dispositivos de blocos que dispõem de espaço em disco e velocidade suficientes para executar o sistema operacional. Isso inclui dispositivos de blocos de rede como iSCSI ou SAN. Também é possível instalar em sistemas de arquivo de rede que oferecem as permissões do Unix padrão. No entanto, pode ser problemático inicializá-los, já que eles devem ser suportados pelo initramfs para que o sistema possa realmente ser iniciado. Essas instalações podem ser úteis quando você precisa iniciar o mesmo sistema em locais diferentes ou quando você pretende usar recursos de virtualização, como a migração de domínio.

3.3 Procedimento de instalação

Esta seção apresenta uma visão geral das etapas necessárias para a instalação completa do SUSE® Linux Enterprise Server no modo exigido. A Parte II, “Procedimento de instalação” contém uma descrição completa de como instalar e configurar o sistema com o YaST.

  1. Prepare a mídia de instalação e de boot, conforme descrito na Seção 2.4, “Mídia de boot e de instalação”.

  2. Configure o firmware do sistema de destino para inicializar o meio que você escolheu. Consulte a documentação do fornecedor do hardware sobre como configurar a ordem de boot correta.

  3. Defina os parâmetros de boot necessários ao seu método de instalação. Uma visão geral dos diferentes métodos é apresentada na Seção 3.5, “Controlando a instalação”. Há uma lista dos parâmetros de boot disponível no Capítulo 7, Parâmetros de boot.

  4. Execute a instalação como descrito no Capítulo 8, Etapas de instalação. O sistema precisará ser reiniciado após o término da instalação.

  5. Opcional: Mude a ordem de boot do sistema para inicializar diretamente do meio no qual o SUSE Linux Enterprise Server foi instalado. Se o sistema for inicializado do meio de instalação, o primeiro parâmetro de boot será para inicializar o sistema instalado.

  6. Execute a configuração inicial do sistema, conforme descrito na Parte IV, “Configuração inicial do sistema”.

3.4 Mídia de boot e de instalação

Durante a instalação do sistema, a mídia de boot e de instalação do sistema pode ser diferente. Todas as combinações da mídia de boot e de instalação suportada podem ser usadas. Ao usar um hardware muito recente, pode ser necessário inicializar a instalação com um kernel mais novo. Para obter informações detalhadas, consulte o Capítulo 6, Instalação em hardware não suportado no momento do lançamento.

3.4.1 Mídia de boot

A inicialização de um computador depende dos recursos do hardware usado e da disponibilidade da mídia para o respectivo parâmetro de boot.

Inicialização do DVD

Essa é a possibilidade mais comum de inicialização de um sistema. Ela é direta para a maioria dos usuários de computador, mas requer grande interação para cada processo de instalação. Se você não recebeu um DVD, obtenha a imagem ISO da home page da SUSE e grave-a em um DVD. O DVD também contém os dados necessários para a instalação básica.

Inicialização de uma unidade flash USB

Caso sua máquina não esteja equipada com uma unidade ótica, você poderá inicializar a imagem de instalação de um disco flash. Para criar um disco flash inicializável, você precisa copiar uma imagem do DVD para o dispositivo usando o comando dd. O disco flash não deve ser montado. Todos os dados no dispositivo serão apagados.

root # dd if=PATH_TO_ISO_IMAGE of=USB_STORAGE_DEVICE bs=4M

A imagem ISO também contém os dados necessários para a instalação básica.

Inicialização da rede

Você só pode inicializar um computador diretamente da rede se isso for aceito pelo firmware ou pelo BIOS do computador. Esse método de inicialização requer um servidor de boot que forneça as imagens de boot necessárias através da rede. O protocolo exato dependerá de seu hardware. Em geral, você precisa de vários serviços, como TFTP e DHCP ou boot PXE. Para obter detalhes, leia o Capítulo 15, Preparando o ambiente de boot de rede.

3.4.2 Mídia de instalação

A mídia de instalação contém todos os pacotes e informações meta necessários para instalar o SUSE Linux Enterprise Server. Eles deverão estar disponíveis para o sistema de instalação após a inicialização para instalação. Há várias possibilidades para fornecer a mídia de instalação ao sistema disponíveis com o SUSE Linux Enterprise Server.

Instalação do DVD

Todos os dados necessários são entregues na mídia de boot. Dependendo da instalação selecionada, uma conexão de rede ou mídia complementar poderá ser necessária.

Instalação de uma unidade flash USB

Todos os dados necessários são entregues na mídia de boot. Dependendo da instalação selecionada, uma conexão de rede ou mídia complementar poderá ser necessária.

Instalação em rede

Se você planeja instalar vários sistemas, use a mídia de instalação através da rede, que facilitará bastante o procedimento. É possível fazer a instalação por vários protocolos comuns, como NFS, HTTP, FTP ou SMB. Para obter mais informações sobre como executar essa instalação, consulte o Capítulo 11, Instalação remota.

3.5 Controlando a instalação

Controle a instalação de uma das várias maneiras. Inicialize a configuração com uma das opções listadas na Seção 2.4.1, “Mídia de boot”. Para habilitar os métodos de controle diferentes, consulte a Seção 7.3.4, “Especificando o acesso remoto”. Para obter informações sobre como usar cada método de controle remoto, consulte o Capítulo 11, Instalação remota.

Confira a seguir uma breve visão geral dos diferentes métodos:

Local com Monitor e Teclado

Esse é o método usado com mais frequência para instalar o SUSE Linux Enterprise Server. Ele também requer o menor esforço de preparação, mas exige grande interação direta.

Remoto via SSH

Você pode controlar a instalação por meio de SSH no modo de texto ou usar o encaminhamento X para uma instalação gráfica. Para obter detalhes, consulte a Seção 11.4, “Monitorando a instalação por SSH”.

Remoto via Console Serial

Para esse método de instalação, você precisa de um segundo computador conectado por um cabo de modem nulo ao computador em que o SUSE Linux Enterprise Server será instalado. Depois disso, a instalação prosseguirá no modo de texto. Para obter detalhes, consulte a Seção 11.5, “Monitorando a instalação pelo console serial”.

Remoto via VNC

Use esse método para uma instalação gráfica sem acesso direto à máquina de destino. Para obter detalhes, consulte a Seção 11.3, “Monitorando a instalação por VNC”.

Automático via AutoYaST

Se você precisa instalar o SUSE Linux Enterprise Server em vários computadores com hardware semelhante, é recomendável realizar as instalações com a ajuda do AutoYaST. Neste caso, comece instalando o SUSE Linux Enterprise Server e use-o para criar os arquivos de configuração do AutoYaST necessários. Para obter detalhes, consulte o AutoYaST Guide.

3.6 Lidando com problemas de boot e de instalação

Embora SUSE® Linux Enterprise Server seja submetido a um minucioso programa de testes, em alguns casos, os problemas podem ocorrer durante a inicialização ou a instalação.

3.6.1 Problemas na inicialização

Os problemas de boot podem impedir que o instalador do YaST seja iniciado no sistema. Outro sintoma é falha ao inicializar após o término da instalação.

O sistema instalado é inicializado, não a mídia

Mude o firmware do computador para que a sequência de boot fique correta. Para isso, consulte o manual do seu hardware.

O computador trava

Mude o console do computador para que as saídas do kernel fiquem visíveis. Verifique as últimas linhas da saída. Geralmente, para fazer isso é necessário pressionar a tecla CtrlAltF10. Se você não pode resolver o problema, contate a equipe de suporte do SUSE Linux Enterprise Server. Para registrar todas as mensagens de sistema em tempo de boot, use uma conexão serial, conforme descrito na Seção 2.5, “Controlando a instalação”.

Disco de boot

O disco de boot é uma solução provisória útil para problemas de inicialização. Quando você tem dificuldades em definir as outras configurações ou deseja adiar a decisão referente ao mecanismo de boot final, use o disco de boot. Para obter mais detalhes sobre como criar discos de boot, consulte grub2-mkrescue.

3.6.2 Problemas de instalação

Se um problema inesperado ocorrer durante a instalação, serão necessárias informações para determinar a causa do problema. Use as instruções a seguir para ajudar na solução de problemas:

  • Verifique as saídas em vários consoles. Você pode alternar consoles usando a combinação de teclas CtrlAltFn. Por exemplo, obtenha um shell em que se possa executar vários comandos pressionando CtrlAltF2.

  • Tente iniciar a instalação em Configurações Seguras (pressione F5 na tela de instalação e escolha Configurações Seguras). Se a instalação funcionar sem problemas nesse caso, haverá uma incompatibilidade que causará falha de ACPI ou de APIC. Em alguns casos, uma atualização do firmware corrige esse problema.

  • Verifique as mensagens do sistema em um console do sistema de instalação digitando o comando dmesg -T.

3.6.3 Redirecionando a fonte de boot para o DVD de boot

Para simplificar o processo de instalação e evitar instalações acidentais, a configuração padrão no DVD de instalação do SUSE Linux Enterprise Server é inicializar o sistema pelo primeiro disco rígido. Nesse ponto, um carregador de boot instalado normalmente assume o controle do sistema. Isso significa que o DVD de boot poderá permanecer na unidade durante uma instalação. Para iniciar a instalação, escolha uma das possibilidades de instalação no menu de boot da mídia.

Imprimir esta página